Cerro dos Olivais

 

A propriedade de Olvânia Basso Oliveira e Guajará J. Oliveira denominada “Cerro dos Olivais”, localizada na Picada Grande , município de Caçapava do Sul – RGS, foi a introdutora da nova olivicultura no Estado do RGS. Dita propriedade é associada da ARGOS – Associação Rio-Grandense de Olivicultores. As pesquisas para o plantio de oliveiras iniciaram em 1996 e as primeiras oliveiras plantadas na mesma foram efetuadas nesse ano. Tratavam-se de mudas oriundas do Horto Florestal de Rio Grande. Naquela oportunidade foram plantadas cerca de 30 mudas e restaram desse plantio apenas 05 oliveiras. Dita variedade foi trazida e deve ter sido plantada pelos portugueses no inicio do século passado naquela cidade e segundo pesquisas efetuadas por Guajará (baseadas na folha, polpa e caroço) e confrontada com o “Compendio Mundial de Variedades de Olivos” deve tratar-se da variedade portuguesa chamada “Cordovil de Castelo Branco”. Dita pesquisa foi enviada para o Prof. Dr. Juan M. Caballero do IFAPA-Espanha e em uma primeira análise foi confirmada tal classificação. No início de 2002 foram plantadas as primeiras 500 mudas de oliveiras produzidas com nova tecnologia trata-se das variedades: arbequina, arbosana, manzanilla, picual (todas espanholas) e koroneiki (grega). Em 2003 foram plantadas mais 2.500 oliveiras da variedade arbequina, arbosana e koroneiki e em 2006 foram plantadas mais 4.000 mudas da varidade arbequina. Hoje a área ocupada com oliveiras é de cerca de 20 hectares. Na propriedade se trabalha de forma orgânica evitando-se usar qualquer tipo de agrotóxico. A “Cerro dos Olivais” em março de 2008 produziu o primeiro azeite de oliva da variedade arbequina no Brasil. Em 2010, também, produziu o primeiro azeite da variedade koroneiki no Brasil. Ambos os azeites, elaborados artesanalmente, alisados pós-elaboração registraram uma acidez máxima de 0,2 e com plena e total integralidade de seus elementos nutricionais. As azeitonas utilizadas no processo de obtenção de azeites são colhidas manualmente e o azeite elaborado em um período máximo de 10 horas pós-colheita, fazendo com que ele se mantenha integro e completo. Em visita a propriedade em maio de 2010. O professor da Universidade de Jaén e do IFAPA – Espanha, Dr.Marino Uceda, que inclusive, foi assessor do Conselho Oleícola Internacional- COI, especialista renomado em elaiotecnia, tendo em sua vida profissional classificado mais de 50 mil azeites, provou do azeite de arbequina recém elaborado na propriedade e em análise sensorial, disse que tratava-se de um excelente azeite de arbequina, ficando nos níveis dos melhores azeites da variedade que conhecia e havia classificado.

Adquira nossos produtos!

Para conseguir adquirir os produtos da Chácara Cerro dos Olivais basta pedir pelos:

  • Vinhos artesanais sem conservantes: Merlot/Malbec
  • Azeites: Arbequina , Arbosana e Koroneiki
  • Azeitonas artesanais: Picual, Arbequina e Manzanilla (produtos com produção limitada).

Por E-Mail: guara.oliva@gmail.com ou Telefone: 55 9159-8022